Como evitar um café muito amargo?

Para evitar o amargor do café basta adicionar açúcar? Bom, isso é o que muitos pensam, mas antes de mais nada, entenda melhor essa frase: Cafés especiais são naturalmente amargos, porém, na dose certa. Esta propriedade, juntamente com a acidez e outras características dessa bebida, quando equilibradas na medida certa, tornam-se agradáveis ao paladar e promovem uma experiência única ao degustar o café.

Se o café não for colhido corretamente, receber uma torra muito acentuada (carbonizado), seja em casa ou em uma cafeteria, não se preocupe nem com a maneira que irá armazenar esse café nem com os métodos de preparo dele, porque o nível de amargor indesejado irá levar a experiência de amargor e, nesse caso, apenas o próprio açúcar conseguiria contornar a situação e deixar ele “aceitável” para o paladar. Nesse post separamos algumas dicar para te ensinar a lidar e até mesmo evitar deixar o café amargo ou potencializar essa característica dele. Primeiramente, partimos do princípio básico da qualidade dos grãos, ou seja, quanto melhor forem os grãos que você compra, menores ou próximas de zero serão as chances de seu café ser amargo de maneira desequilibrada. Por esse motivo, recomendamos os cafés especiais.

O nosso café especial, por exemplo, passa por um processo de seleção no qual apenas frutas maduras são selecionadas, permitindo assim levar qualidade sensorial à sua xícara. Após esse processo, não será possível encontrar no blend grãos que possam estar verdes ou até mesmo podres. Além da escolha especial dos grãos, o tempo de torra também é importante e não pode ser feito de forma casual. Afinal, se o café for torrado demais, as suas boas características gustativas são perdidas abrindo espaço para que elas tornem a experiência com a bebida não muito boa. Em outras palavras, uma torrefação ruim pode tornar o café amargo, com efeitos negativos e desagradáveis ​​nas suas papilas gustativas. Muitas pessoas procuram por o que chamam de “café sem amargor”, mas além dele não existir, é preciso entender que os tipos de torra irão influenciar diretamente em o quão forte essa característica será. Por exemplo, os grãos que serão utilizados em máquinas espresso recebem torra média, que é justamente o ponto em que características como notas achocolatadas ganham espaço reduzindo assim a sensação de amargor natural da bebida.

Cuidados devem ser tomados ao armazenar adequadamente o café para evitar a sua oxidação, que é uma reação química que degrada o café. Por isso, você precisa de uma embalagem adequada, um local livre de umidade e odores fortes. Afinal, esse processo destrói pode revelar um amargor indesejável no grão. Apesar de muitas pessoas dizerem que o correto é armazenar o café na geladeira ou em potes, nenhuma das opções anteriores é a mais adequada. A melhor delas é manter o conteúdo na sua própria embalagem de maneira que ela fique bem selada, ou seja, sem constante circulação do ar, pois assim as propriedades organolépticas do café serão conservadas. As próprias embalagens são recomendadas como a melhor maneira de armazenamento por elas possuírem alumínio mais espesso e uma válvula que permite que o gás do café escape evitando o inchaço. Para evitar o gosto amargo do café nas cafeterias ou nos preparos do dia a dia, é preciso comprar quantidades que correspondam ao seu consumo. Dessa forma, você sempre beberá café fresco, por exemplo, se você bebe 250g de café por semana, por que comprar um pacote de 1kg? Isso vale para as cafeterias também, se elas vendem X kg de café por dia, por que torrar e moer uma quantidade muito acima e deixar o produto exposto por longos períodos de tempo? A amargura indesejada também pode ocorrer quando você deixa os grãos se degradarem e perderem seu bom perfil de sabor. Fica a dica: opte por comprar café em menor quantidade e com maior frequência para garantir o frescor da torra e manter as características ideais na hora de preparar sua bebida. Afinal, o maior vilão do café é o oxigênio, o que significa que quando você abre um pacote de café, ele pode e vai iniciar o processo de oxidação.

A forma com que você prepara seu café também tem papel importante e pode colaborar para o amargor da bebida em situações que, por exemplo, você utilize um método de preparo que desconhece e acabe executando de forma errada. Devido a isso, é recomendado sempre pesquisar bastante sobre o método que será utilizado para preparar a bebida e dessa forma evitar que ela fique amarga.

O tempo de oxidação do café quando dentro de uma garrafa térmica é bastante elevado, porque ocorre uma fermentação induzida pelo açúcar natural devido ao ambiente quente e fechado. Então, quando quiser tomar um café de qualidade, não o armazene em garrafas térmicas ou sua bebida poderá ficar amarga. A solução para esse problema é simples: dê sempre preferência por preparar a quantidade que irá tomar e consuma ela o quanto antes.

Outra dica importante é referente a quantidade de café que você compra. Caso não consuma muito café mensalmente, por exemplo, dê sempre preferência por comprar pacotes menores e na medida da sua necessidade, para sempre ter cafés frescos e não correr o risco de tomar uma bebida “passada” ou “vencida”, já que, diferente de vinhos, o café não tem suas características gustativas aprimoradas com o decorrer do tempo.

Se você acha que seguir todas essas dicas e sugestões será muito complicado, não precisa se desesperar ou sentir que está desperdiçando cafés especiais ao não seguir elas, basta ir mudando os hábitos pouco a pouco de maneira que, com o decorrer do tempo, elas se tornarão algo comum e cotidiano.

Colheita do café

VER TODOS O café mantém o seu posto de um dos produtos que mais tem exportação no Brasil, ou seja, o país é destaque na

LEIA MAIS »

FIQUE POR DENTRO

Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades e curiosidades sobre a bebida mais amada de todo Brasil, o café.

©2020 Café Canastra. Todos os direitos reservados.